O QUE FAZER DAQUI PARA TRÁS_versão expandida / WHAT TO DO FROM HERE_expanded version by João Fiadeiro.

O QUE FAZER DAQUI PARA TRÁS_versão expandida / WHAT TO DO FROM HERE_expanded version by João Fiadeiro.
67089146_10219526449981631_4300359966742544384_n
The following event details were extracted from the event’s Facebook listing in it’s original Portuguese. A summary of the process in English can be found in this blog entry.
In the final performance, only Aterlier Real, Polo Cultural Gaivotas l Boavista, Cão Solterio and Esapaço Alkantara were used.

Performance que explora o tempo – duracional, suspenso, intervalar – ao “mesmo tempo” que foca a sua atenção naquilo que fica, no que foi esquecido, no resto. Será apresentada uma versão “expandida” da versão original, onde os performers, em vez de correrem em torno do teatro (como na versão original), correm entre espaços do bairro (o Atelier Real, o Atelier-Museu Júlio Pomar, o Polo Cultural Gaivotas l Boavista, o Cão Solteiro e o Espaço Alkantara), até ficarem em estado absoluto de exaustão e, nessa condição exaurida, voltam ao palco para partilharem com o espectador uma experiência que viveram no exterior. Esta apresentação enquadra-se no evento DES|OCUPAÇÃO, organizado pelo Atelier RE.AL, e que marca a saída desta estrutura pioneira da Nova Dança Portuguesa da sua sede na Rua Poço dos Negros.

(m/6)
___

Entrada livre, sujeita à lotação do pátio.

___

Três anos volvidos, o pátio do Polo Cultural das Gaivotas | Boavista volta a receber o Lusco-Fusco, para a sua 4.ª edição. Programa inspirado no território em que o Polo se insere, este ano procura o envolvimento não só dos agentes e entidades culturais que o frequentam, mas também de todos aqueles que residem ou cruzam este eixo da cidade.

Entre julho e setembro, o Polo oferece, com o apoio e parceria das entidades residentes no território, uma programação diversificada que contempla concertos, sessões de cinema, performances, peças de teatro e jantares com gastronomia internacional.

Num local onde, noutros tempos, conspirou a nobreza portuguesa e, mais tarde, crianças aprenderam a ler, a escrever e a contar, em ambiente de regime ditatorial e, mais tarde, de regime democrático, convidamos hoje, todos, a ocupar e a usufruir deste espaço, atualmente centro para a criação artística, e a (re)descobrir, a participar, e a desfrutar das iniciativas que aqui se apresentam.
Abrimos o nosso portão, uma vez mais, ao lusco-fusco dos dias de verão, em Lisboa.

Mais informações:
www.cm-lisboa.pt/polo-cultural-gaivotas-boavista

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s